Saúde

Saúde é um bem que não podemos medir, comprar ou trocar! Provavelmente por ter estas características básicas e simples torna-se num dos aspetos mais importante da vida.

Quando nos  perguntam se somos saudáveis, geralmente dizemos que sim. A forma mais usual de definir saúde é em termos de ausência de doença –  pensamos se não estivermos sob a alçada de um médico ou tomar medicamentos receitados por aquele, então devemos estar com saúde. Num sentido é absolutamente verdade. Mas olhar para a saúde neste sentido tão restritivo – ausência de doença – estamos a comer uma injustiça connosco e de certa forma a  defraudar o que a saúde pode realmente ser.

A saúde deve ser vista como um espectro, não como uma coisa que temos ou não temos. Na parte mais baixa do espectro está a doença, no topo é a saúde plena, total. Muitos de nós vivemos , algures no meio – podemos não estar doentes, mas também não somos totalmente saudáveis. Quando estamos algures no meio do espectro, pensamos que é razoável tolerar muitos sintomas e queixas e até  pensamos  que faz parte da vida. Dores de cabeça, pele opaca e com borbulhas, músculos duros, indigestão, obstipação, falta de energia, dores nas articulações, artrite, tensão pré-menstrual, e constipações frequentes, são maleitas consideradas ser parte da vida .

Saúde total significa o perfeito funcionamento do corpo  e da mente. Acordar de manha com os olhos brilhantes e prontos para ação do dia, e raramente precisamos de algum medicamento ou poção mágica que nos alivia os sintomas acima referidos. A mente está clara e sentimo-nos bem connosco e com o nosso corpo . Disfrutamos de um inúmeras quantidade de sensações, rimos e estamos felizes. Contudo nós somos mais de que o nosso corpo físico – somos  seres integrados com dimensões emocionais, mentais e espirituais. Quanto mais equilibrados estamos em todos estas dimensões maior é o impacto na saúde física e no Bem- Estar. Algum desconforto que sentimos no nível emocional, mental ou espiritual  está intimamente ligado a saúde física do corpo e vice-versa.

Dizer que se é completamente saudável – saúde total –  implica que todas os dimensões do nosso Ser estão a funcionar bem e estão em  equilíbrio dinâmico. Significa que a vida emocional é rica e flui. Sugere que estamos conscientes das emoções/sentimentos e sabemos lidar com elas de uma forma saudável. Também significa que as nossas faculdades mentais estão a funcionar bem e que as usamos para criar propósito e sentido na vida . E por ultimo, também indica que nos sentimos confortáveis com o que somos e com aqueles que nos rodeiam.

Claro que não há soluções ” mágicas” que nos possam inocular contra doenças, nem estratégias que garantam que iremos sempre sentir emoções positivas e nunca emoções negativas ou dor. Dores físicas e emocionais são parte da condição humana.

Pelo que entendo, ninguém vive a vida perfeita e disfruta de saúde total – como na definição – em continuum. A mudança é uma constante que todos experienciamos. Na essência, o espectro da saúde é uma estrada que continuamente caminhamos, sem um destino especifico para chegar.

Esta entrada foi publicada em Bem-Estar com as tags , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.