Criar consciência

Consciência é um aspeto fundamental da nossa vivência. No entanto consciência não é reparar nos outros, como é que eles fazem coisa, ou como eles nos impedem de fazer certas coisas ou nos limitam a nossa atividade. Muita da noção que temos da consciência é sermos conscientes dos outros e como elas nos afetam. Nós muitas vezes consideramo-nos conscientes porque reparamos em tudo que as pessoas fazem em nosso redor. Reparamos nos resultados dos outros, nos ganhos, no que têm. Estamos conscientes do que os nossos vizinhos têm e não têm, estamos conscientes da excelente relação que alguém tem ou não tem, da carreira. Parece que estamos conscientes da vida maravilhosa que os outros têm e até algumas vezes pensamos que foi atingida à custa da perda de alguns aspetos da nossa. Parece que a nossa consciência com o tempo se torna em desconfiança.

Contudo, consciência é ter foco no interior e não no exterior. Consciência é saber como respiramos, os nossos padrões no nosso dia-a-dia. Consciência é perceber a nossa conexão como universo é conhecer a nossa crença, a nossa mente, o corpo. Já muita gente escreveu acerca disto. Porém o primeiro passo para criar consciência é reconhecer que se quer.
A minha questão hoje é essa mesma: quer criar consciência?
É como se estabelecêssemos um caminho de aprendizagem na nossa vida. Aprender mais acerca de nós é como desenvolvermos a pessoa que somos, seja na vida pessoal seja profissional. Se escolhermos não ser auto consciente estagnamos na vida e não crescemos.
É isso que não quer, com certeza!? Se quer dar uma viradela na sua vida não haverá caminho com menos resistência do que usar enveredar por um processo de coaching!

Aldina Costa

TransforACtion coach.

Esta entrada foi publicada em Coaching. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.