Emoções – Medo

Todos temos algo em comum: respiramos, dormimos e comemos. São aspetos do ser humano que em certa medida temos o poder de escolher como ou quando os fazer. Porém, há outros aspetos, também muito importantes que muitas vezes não cuidamos. Um desses aspetos é que todos temos emoções e elas não são discricionárias. Não escolhemos se as temos ou não. Somos seres emocionais, como somos racionais. Só que todos as expressamos de forma diferente, dependendo do nosso caracter, cultura, experiência, e que em nada muda o facto que todos temos emoções. Basicamente, o que acreditamos que são emoções e como elas funcionam são interpretações.

Para ajudar a decifrar algumas emoções, nos dias que estamos a viver, e com a ajuda de Dan Newby, eis o que é o medo:

  • Definição: Estado emocional resultante da consciência de perigo ou de ameaça, reais, hipotéticos ou imaginários.
  • A nossa reação ou ação: evitar o perigo hipotético ou imaginário;
  • Emoções relacionadas: ansiedade, dúvida, receio;
  • O propósito: ajudar-nos a evitar o perigo;
  • A orientação do tempo: é o futuro;
  • Como é que esta emoção se pode manifestar: o medo quando se manifesta causa estado de muita vigilância e sempre à espera do possível perigo. A partir desta energia é impossível tomar riscos;
  • Emoções que confundimos com medo: Ansiedade. Medo é acreditar que podemos ser magoados por qualquer coisa ou alguém específico. Na ansiedade, até podemos ser magoados, mas a fonte é muito vaga ou não está identificada;
  • Como se sente no corpo: aperto na barriga, peito e no queixo; respiramos rápido;
  • Como sentimos ou nos movimentamos: fugimos para evitar o perigo;

Espero que ajude a criar consciência desta emoção.

Aldina Costa

TransforACTion Coach

Esta entrada foi publicada em Bem-Estar, Coaching, Emoções. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.